APRECEFISIO REALIZA REUNIÃO SOBRE CAMED

reunião

A Aprecefisio(Associação dos Prestadores de Serviços de Fisioterapia do Estado do Ceará) reuniu-se ontem, 17/01/2014, para discutir um problema que vem acontecendo com a Operadora CAMED desde setembro/2013.  Essa, de maneira tácita, tenta reduzir os já baixos honorários pagos aos Prestadores de Serviços Fisioterapêuticos.

Mesmo depois de garantir de forma documental para a APRECEFISIO que os valores não seriam alterados, a CAMED  persuadiu várias empresas a assinarem um novo contrato que fere, não apenas o lado financeiro, mas fragiliza o tão desejado processo de UNIÃO que a classe dos fisioterapeutas tanto deseja. O fato é que várias empresas que não aceitaram tais medidas receberam cartas informando o seu descredenciamento em relação a prestação dos serviços e isso está previsto , em sua maioria, para o final de janeiro/2014.

Na história das profissões isso é somente mais uma vírgula, o fato é tão corriqueiro que seja a ser ridículo. Toda classe, seja de trabalhadores, seja de empresários, somente tem força se permanecer unida.  Dessa forma é que conseguiremos atingir os frutos de todo movimento associativista. Na Fisioterapia, não nos adiantará nos “pseudoespecializarmos” se não mantivermos o espírito de união acesso.

Concluímos  nossa reunião em decisão unânime, dos presentes,  de não aceitarmos qualquer tipo de retaliação vinda da CAMED ou de qualquer outra OPS, o que deve acontecer nos próximos meses, pois desde dezembro/2013 que a PETROBRAS já está emitindo cartas intituladas  “TERMO DE ACORDO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS” e que já descreve valores completamente fora da realidade observada em nosso Referencial Nacional  de Procedimentos Fisioterapêuticos(COFFITO).

Luis Henrique Cintra

Fisioterapeuta Consultor

Conheça a TUSS

TUSS

A TUSS ou Terminologia Unificada da Saúde Suplementar é uma tabela que foi criada pela ANS (Agência Nacional de Saúde) e tem como objetivo padronizar a nomenclatura utilizada pelas diferentes OPS (Operadoras de Planos de Saúde).

Desde o início da Prestação de Serviços Fisioterapêuticos no Brasil que as OPS baseavam-se na tabela da AMB e descreviam procedimentos fisiátricos. É importante salientar, que essa tabela não menciona valores, esses são discutidos no mercado, mas, terminologia.

Hoje, após um trabalho incansável do Coffito e de colegas como Marlene Izidro, Tatiana Rodrigues,Tulio Germano Machado Cordeiro, Iaponira Pimentel, Antônio Tomáz de Aquino, Morgana Sfreddo, Paula de Souza Cardoso e Silva, Mário Luis da Silva Pereira, Fernando Muniz dentre outros, nós, Fisioterapeutas conseguimos codificar nosso Referencial de Procedimentos de acordo com a TUSS. Isso significa que as operadoras precisarão adequar-se a nossa nomenclatura e não mais utilizar tabelas próprias ou então tabelas médicas que não descrevem nossa realidade.

A formalização de Associações é importantíssimo para o início de qualquer negociação com os planos de saúde, pois o prestador nunca terá força suficiente para negociar a longo prazo com a as operadoras. Atualmente, existem em torno de 18 associações já formadas e trabalhando em parceria com os Conselhos para juntos alcançar nossos objetivos.

Um abraço,

Luis Henrique Cintra