Série Consultoria – Quanto devo cobrar por meus serviços?

quanto cobrar

Essa, talvez seja uma das perguntas mais comuns, e importantes, do Fisioterapeuta na hora de montar o seu negócio. O valor cobrado será, sem dúvida, um dos motivos do sucesso de seu empreendimento, por isso vou colocar alguns itens que poderão lhe orientar na definição de seu preço. Atenção para não cair na tentação de basear-se  somente na concorrência, isso será o último item. Responda:

1)      Qual público pretendo atingir?

2)      Quanto foi o investimento que fiz na estrutura que tenho?

3)      Em quanto tempo pretendo recuperar o meu investimento?

4)      Quanto será meu custo variável

  1. Quanto pagarei de imposto por cada atendimento?

5)      Quanto será meu Custo Fixo(tudo aquilo que você pagará independente do volume do seu atendimento ou então com pouca influência)

  1. Aluguel
  2. Água
  3. Luz
  4. Telefone
  5. Funcionários
  6. Contador
  7. Sistemas de informática
  8. Marketing
  9. Qual será meu pro-labore

6)      Quantas horas ficarei disponível para atender aqueles que o procurarem

7)      Quanto de lucro pretendo obter em cima de cada atendimento

8)      Qual o valor da concorrência?

Após conhecer todos os seus custos e quantas horas pretende ficar disponível você terá uma idéia de quanto custa cada hora de seu serviço

 Luis Henrique Cintra

Fisioterapeuta Consultor

Anúncios

22 pensamentos sobre “Série Consultoria – Quanto devo cobrar por meus serviços?

  1. Boa tarde!
    Honorários em fisioterapia é uma das questões mais comentadas e de maior divulgação por parte de colegas. São inúmeras queixas das mais variadas, como por exemplo aqui em São Paulo, existe ( segundo comentários pela internet) hospital que só pagam ao profissional a hora se atender 02 pacientes, atendimento pelo SUS, colegas recebendo 1,80 centavos por atendimento , atendendo 7,8 pacientes por hora, home care exigindo tempo de permanência absurdo por R$ 20, com condução própria, concursos públicos oferecendo R$ 980,00 Mobilização? Greve? Passeata? Tudo isso pode e deve ser discutido desde que saibamos nos unir. Obrigado.

    Curtir

    • Ola Rômulo, muito obrigado por seu comentário, com certeza ele nos esclarece sobre situações que nos estimulam a seguir em frente. Infelizmente, nossa profissão tem um histórico não muito bom em relação a profissionalização e consequente empreendedorismo. Fisioterapeutas espalhados por todo o Brasil habituam-se a “tocar um serviço” mas nunca gerenciá-lo, daí constatamos os absurdos mencionados ai por você. Quem sabe, se nós, ao longo de nossa formação fôssemos mais direcionados para saber “o que é ser dono” e não “como fazer isso”, talvez, começássemos uma nova era em nossa profissão

      Curtir

    • Bom dia, lamentavelmente a fisioterapia é uma belíssima profissão que tende à se extinguir! É uma profissão ainda do cada um por si e o que as pessoas não querem é morrer, mais fisioterapia, isso eu não tenho tempo nem paciência para fazer, por isso é uma profissão tão fácil de ser dominada pelas outras classes!

      Curtir

      • Olá Armando, obrigado por seu comentário. Sem dúvida que há diferente s público os com diferentes necessidades daí, acredito que devemos trabalhar somente para quem assim deseja e esteja disposto a pagar por isso. Em relação à dominação é comum ao ser humano desejar dominar outro. Em nosso blog tentamos fazer proferir um empreendedorismo como alternativa na busca de nossa autonomia. Um abraço.

        Curtir

  2. olá fico indignada com a desvalorização da nossa categoria……. onde ortopedista informa pacientes que fisioterapeuta são técnicos e o salários menores possível qualquer pessoa ganha mais que um fisio. home paga 20 reais. e nem ajuda de custo. estou indignada ninguém lutam por essa categoria…. qual alternativa buscar, mudar de ramo de trabalho e abandonar a profissão….

    Curtir

    • Olá Jurara, obrigado por enriquecer nosso blog com seu comentário. Após 20 anos de formado e vivendo do que Fisioterapia me propôs, atesto que somente a “classe” poderá mudar a realidade descrita por você. Não existirão lideres ou entidades que assumirão tal papel, pois a força está nos profissionais, no aprimoramento pessoal, no fazer diferente, NO DIZER NÃO. Isso, sim, causará mudanças importantes.

      Curtir

  3. após 35 anos de formada tive que lutar sozinha para chegar onde cheguei.o conselho exige do profissional em deveres ,mas em direitos da classe nunca se fala.desde o governo do fernando henrique a cpmf era p saúde nunca chegou.conclusão o q ganho hoje é igual a 16 anos atrás. profissionais recém formado cobram metade de um honorário normal.

    Curtir

    • Ola Ana. Obrigado por comentar em nosso blog. Atos como o seu enriquecem de informação nossos leitores. Pelo que observei, você mencionou três pontos muito importantes. Nunca fui do Crefito, mas estou de certa forma tentou contribuir com minha parte. Posso lhe assegurar que a entidade, por si, não conseguirá nossos direitos, se nós não nos unirmos para alcançarmos juntos nossa autonomia. Os valores que pagos pelos planos de saúde somente são do jeito que são porque nós, de alguma forma, aceitamos. A questão da CPMF tinha um propósito mágico, infelizmente, o POVO que tem o poder VOTO não sabe COBRAR O QUE LHE É DE DIREITO. Um dos propósitos de nosso blog é justamente ser o beija-flor do incêndio na floresta, levando uma gotinha de informação para que os acadêmicos que as necessidades financeiras mudam com o passar dos anos e que a valorização deve começar ainda nos bancos estudantis. Permita-me a indicação de um novo post, http://wp.me/p3PcxA-2V – COBRAR CARO OU COBRAR BEM.Um forte abraço.

      Curtir

  4. Sou recém formado de Portugal e vejo me obrigado a cobrar 15€ 1h15min. Trabalho em particular e sei que devia cobrar muito mais, mas a verdade é que quando permitem que pessoas sem a nossa formação façam o nosso trabalho e muito mais barato, não tenho outra hipótese. Clubes de desporto pagam mal e a más horas. a nossa profissão é desvalorizada por todos. Somos coelhos vendidos por gato, ou seja, temos a formação boa, mas não nos dão a respectiva valorização fazendo-nos passar por meros massagistas.

    Curtir

    • Ola Tiago. Quero primeiro agradecer sua participação em nosso blog e mandar um forte abraço a todos os nossos irmãos portugueses, e todas às comunidades brasileiras ai desse seu país fantástico. Vamos lá, a massagem é um recurso universal, mas que para nós, Fisioterapeutas, é somente um dos recursos que dispomos na prestação de serviços fisioterapêuticos. Você precisa, não somente explicar, mas, comportar-se de maneira diferente dos massagistas que atendem da forma que você descreveu. O “usuário” não consegue entender isso sozinho. Quem sabe, você pode até “indicar um massagista” para que o seu trabalho seja visto de forma diferente. Tenha o hábito de explicar tudo que você faz através de ilustrações no powerpoint ou algo simular. Se você deseja trabalhar área esportiva, comece escrevendo na internet(blogs, facebook, twiter) sobre como prevenir lesões ou então a realização dos primeiros socorros. No Brasil, temos a SONAFE, uma das entidades científicas mais forte em nosso meio. Aqui no Ceará tenho alguns amigos como Prof.Pedro Lima e Albino Luciano(SERFISIO) como referência na área esportiva. Converse com eles, com certeza eles terão muito a lhe acrescentar. Abraços.

      Curtir

  5. Infelizmente a fisioterapia tem sido pouco valorizada, acredito em mudanças e acredito principalmente nos profissionais.
    Mas minha pergunta sempre foi, qual é o salário que um profissional esta recebendo, sei que são anos de formação e que o valor deste curso não é dos mais baratos.
    Agradeço,
    O blog esta de parabéns pela abordagem deste tema.

    Curtir

    • Ola Elis.
      Obrigado pelas palavras de incentivo, a gente sempre se renova quando escuta que o que estamos fazendo está sendo útil para alguém. Essa informação pode ser colhida no sindicato de fisioterapia de sua cidade. Aqui no meu estado, Ceará o piso está assim:
      – Piso para 20 horas: R$ 1300,00
      – Piso para 30 horas: R$ 1950,00

      Bonificações
      – Especialização: 10%
      – Mestrado: 15%
      – Doutorado: 20%

      Insalubridade
      – 20% sobre o salário mínimo(isso parece ser mais comum em hospitais

      Porém, para você ter as informações mais fidedignas acesse o link: http://wp.me/a3PcxA-j8

      Curtir

  6. Muito boa noite colegas Fisioterapeutas!
    Vejo uma TOTAL insatisfação,
    Não existe um só comentário, tanto nesse Blog, quanto em frequentes reuniões feitas por nós aqui no interior de São Paulo, que possa nos dar uma respiração profunda, daquelas que oxigene todo corpo, pelo contrário estamos em HIPÓXIA, quase ANÓXIA. Triste muito TRISTE.
    Admiro, o colega Dr. Henrique.
    As razões de estarmos assim são diversas e relatá-las aqui será chover no molhado.
    A questão principal é ” ATÉ QUANDO”?
    Inúmeras faculdades abertas, vomitando profissionais no mercado,
    Empresários que descobriram uma mina de ganhar dinheiro com o consumidor mais”fácil” de lidar, O ALUNO.
    Estou muito cansado e confesso que não vejo alternativas a curto prazo.
    Se não forem tomadas atitudes de SERES PENSANTES, que podem e vão tomar atitudes adultas, continuaremos assim, vistos como somos, embriões.
    Obrigado.

    Curtir

    • Questões de insalubridade e periculosidade são da competência de Engenheiros de Segurança do Trabalho, os quais emitem laudos após se verificar se há adequação do ambiente às previsões legais, assim como da função exercida, aferindo as condições de trabalho. Não existe lei específica regulamentando a insalubridade para o profissional fisioterapeuta ou terapeuta ocupacional, a legislação é genérica e pertinente a todos os profissionais que se encontrem em locais insalubres.
      Não encontrei em minha pesquisa algo que pudesse ser favorável ao seu questionamento. Sugiro que observe a NR 15 do Ministério do Trabalho para atestar tal informação. Abraços.
       

      Curtir

  7. Boa tarde Luis
    Admirável sua vontade e paciência , não tenho tido tempo de estar nestes comentários !
    É muito bom passar um pouco daquilo que aprendemos com muita vontade ao longo do tempo, inclusive a fazer mais e criticar menos.
    Gostaria de deixar uma mensagem a todos ;
    Nada resiste sem cultura , temos que olhar para dentro e ter humildade suficiente para aprender sempre !
    Tenho grande admiração por vc
    Um forte abraço

    Curtir

    • Minha bela amiga Marisete, sou seu fã. O que faço, embora trabalhoso, é realmente recompensado por palavras como as suas. Acho que nossa missão é tentar, a cada dia, garantir que a população tenha acesso a serviços de qualidade e de estimular os colegas a se profissionalizarem, cada vez mais. para que seus negócios prosperem e possam gerar mais emprego e renda no mercado da fisioterapia. Um forte abraço cearense.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s